terça-feira, 27 de setembro de 2016

Uma Reflexão!!! Um Chamado!!!





Caros Amigos!!!

Uma Reflexão!!! Um chamado!!!

                           ( Lorena Zago)

Que possamos fazer as nossas escolhas com dignidade e honradez.
Que a amizade e o respeito compartilhados ao longo dos anos, entre os pares e os parceiros, possa  constituir-se com transparência, ainda que as concepções de vida, sejam concebidas com diferentes olhares.
Tenhamos orgulho de nossos atos, quais sejam.
Que não nos perturbem nos períodos de descanso.
Que a nossa consciência, seja preservada, e, que possamos descansar nossa cabeça sobre os nossos leitos, sem perturbações oriundas de atos ilícitos.
Haja Luz, em nossas mentes!
Resguardemos nossa identidade, sem corrompê-la, para evitarmos o escândalo, que há tão pouco tempo e ainda, presenciamos no cenário Nacional.
Sejamos competentes em nossas escolhas, e, não transfiramos ou terceirizemos nossos atos impensados.
Não é necessário disputar um espaço, com difamações e ofensas, mas, sim, com propostas que elevem a esperança de um povo, e, constituam-se no alicerce, que os munícipes tanto almejam.
Há que haver conscientização!
Sempre é tempo!
Há que haver, comprometimento com a cidadania e a democracia!
 Oxalá, que,   evidencie-se por aqui,  numa esfera menor, para então, estender-se à longa distância, e, tomara, um dia possamos comemorá-la de fato, ao longo de nosso País, abençoado por Deus e bonito por natureza!( Jorge Bem Jor)



domingo, 25 de setembro de 2016

Louvor à Primavera!






Amigos!

(Lorena Zago)

Com o advento da Primavera, eclodem amanheceres enaltecendo o colorido das flores, o gorjeio dos pássaros e de infinitos seres, que compartilham a natureza, convidando-nos à contemplação! 
São nos oportunizadas, infinitas constatações! Somos livres, para escolhermos o que nos apraz, pois, a cada Ser, ela poderá estimular olhares, sensações múltiplas e únicas! Amigos, absorvam o que lhes for de singular importância!
Ótima Primavera a todos!






sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Lançamento de Livros e Mesa Literária - Escritores Regionais - Feira do Livro - Rio do Sul - SC



Feira do Livro - Rio do Sul - Parque Universitário Norberto Frahm - 15/09/2016

Lançamento de Livros e Mesa Literária - Mediada por Gabriel Gómez









Escritores Regionais:
Adriele Nardelli
Carmen Marangoni
Eduardo Quirino
João Paulo Roberti Junior
Marcos Petry
Margarida Lorena Zago
Nane Ropelato
Mediação: Gabriel Gómez

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

É Preciso Ser Forte!





 É Preciso Ser Forte!

( Lorena Zago)

Quando as adversidades sinalizam em nossas vidas, emergimos em tempos que certamente vem nos provar, levando-nos à análises profundas de nossas ações e consequentemente, nos estimulam à compreensão, de que é justamente nestes momentos, que somos levados a lidar com os desafios, tornando-nos mais fortes, mais preparados, mais articulados, para avançar no processo evolutivo de nossas vidas, escalando novos patamares, novos entendimentos, fortalecidos em nossos sentimentos e sentidos, pautados nos alicerces, que construímos, com coragem, eficiência, tenacidade, persistência, dignidade e muita luz!
 É Preciso Ser Forte! 

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Pensar e Repensar...Sempre!






Pensar e repensar...Sempre!

         (Lorena Zago)

Há momentos de grande indignação,
Outros de consideráveis compreensões,
Mas, o que machuca profundamente,
São expressões agressivas e impensadas,
Deixando marcas sensíveis na alma.
Uma vez proferidas, palavras ferinas,
Abre-se uma lacuna dolorida,
Que necessita de um tempo,
Para ser digerida, analisada e perdoada.
Há que se refletir antes de pronunciá-las,
Uma vez que podem, em muitos momentos serem,
Tão tóxicas, a ponto de provocarem feridas irreparáveis na alma,
Bem como, afetar sensivelmente, causando doenças psicologicamente irreparáveis...
Pense sempre, antes de emitir sua necessidade agressora.
Evitando assim, dosagens negativas de sentimentos frustrados,
Incrustados em uma ideia fixa, de pensar que somos donos da verdade.
Lembrando sempre, que existem tantas verdades,  quanto cabeças pensantes.
Portanto, antes de desfilar o verbo, prime por pensar e repensar.
Assim, evitar-se-á o desgosto, a indignação e o coração machucado.